O que fazer em Paraty – Roteiro de 3 dias

Paraty é uma cidade histórica super charmosa com arquitetura colonial bem preservada, além de possuir uma natureza exuberante, cercada de belas praias, ilhas, cachoeiras e emoldurada pelo Parque Nacional da Serra da Bocaina. Daria para passar facilmente 15 dias turistando, mas com foco também se encaixa perfeitamente em um feriado prolongado, e foi isso que fizemos. Vou compartilhar nosso roteiro em Paraty, para que sirva de inspiração aos futuros sortudos que passarão alguns dias por lá!

IMG_8326.JPG
Igreja de Santa Rita de Cássia vista do Cais de Paraty

Centro histórico

Foi o centro histórico intocado que nos fez eleger Paraty como nosso destino de viagem de mini férias! As ruas com calçamento de pedra e casas com arquitetura colonial são uma atração por si só.

Para manter a sua conservação, não circulam carros pelo centro histórico, apenas pedestres. O local está sempre movimentado pelos turistas, e conta com restaurantes, bares, lojinhas de artesanato, sorveterias e lojas de bebidas onde vendem as famosas cachaças de Paraty. Curioso que foi a segunda cidade brasileira onde mais vimos turistas estrangeiros, perdendo só para Foz do Iguaçu, isso na nossa minúscula metanálise (kkkkk)!

IMG_8283
Centro histórico de Paraty
IMG_8272
Centro histórico de Paraty
  • Igreja de Santa Rita de Cássia e Museu de Arte Sacra

As igrejas são uma atração à parte devido à arquitetura colonial original preservada, então vou destacá-las. Na época do Brasil colônia, as igrejas eram destinadas às diferentes classes sociais, distinguidas pela cor da pele. A Igreja de Santa Rita de Cássia, erguida em 1722, era frequentada pela população de pele parda.

IMG_8412.JPG
Igreja de Santa Rita de Cássia

Sua fachada icônica é símbolo de Paraty. No interior da igreja, funciona o “museu de arte sacra” de Paraty, com entrada gratuita. Não é bem um museu, na minha humilde opinião, e sim um minúscula coleção de esculturas e objetos que pode ser contemplada em cerca de 5 minutos. Não é permitido fotografar o interior da igreja, mas garanto que sua graça está quase toda na fachada mesmo!

  • Igreja de Nossa Senhora das Dores

Construída no ano de 1800 para servir à elite branca da cidade. Estava fechada na hora que passamos.

IMG_8297.JPG
Igreja de Nossa Senhora das Dores
  • Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Remédios

Igreja matriz da cidade, localizada junto à praça, teve sua obra iniciada em 1640 e concluída apenas em 1873, era frequentada por populares brancos. Durante nossa estadia na cidade de Paraty, feriado de 2 de novembro, havia um evento com música e barraquinhas de comida de rua no pátio lateral da igreja. A população local e os turistas juntos se divertindo, comendo e dançando, muito gostoso!

  • Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito

Localizada na rua principal do centro histórico, foi construída em 1725 e era frequentada pela população de pele negra. Nos dias que estivemos na cidade, houve missas todos os dias, e pessoas vendiam doces na frente para arrecadar fundos. Posteriormente descobrimos que em todo o mês de novembro há festividades nesta igreja, justamente o mês da nossa viagem!

IMG_8275.JPG
Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito

Passeio de barco

O cais de Paraty está lotado de barcos turísticos, e é possível contratar o passeio ali mesmo, na hora. Como eu sou meio neurótica com planejamento de viagem, reservei antecipadamente a Escuna Porto Seguro, baseada na excelente avaliação deles no TripAdvisor, e também em algumas indicações da internet, como esse post da Marcelle, do blog Viciada em Viajar.

IMG_8328.JPG
Barcos no Cais de Paraty

O roteiro é definido dia a dia, baseado nas condições do clima. A tripulação é divertida e atenciosa, a seleção de músicas é excelente, e a escuna nunca sai com a lotação máxima, o que faz o passeio ficar bem agradável, com todos acomodados confortavelmente.

Escolhemos um prato de peixe para compartilhar no almoço, que estava bem saboroso. Senti que algumas pessoas estavam um pouco apreensivas com a minha presença no barco, já que eu estava grávida de seis meses, chacoalhando no barco e comendo peixe, mas como não senti nenhum enjoo em toda a gravidez, tudo saiu bem e aproveitamos bastante o passeio! Indico fortemente!

Trindade

A vila de Trindade está localizada a pouco mais de 20 km de Paraty, e é uma ótima opção de bate-volta. Escolhemos a praia do meio, deixamos o carro em um dos vários estacionamentos na vila, e seguimos por uma trilha plana de poucos metros até a praia.

IMG_8234
Praia do meio em Trindade

A infra-estrutura é mínima, contando apenas com raras barracas precárias que vendem bebidas e algumas porções, com pouquíssimas opções, por isso aconselho a levar comida e bebida! O visual é maravilhoso, e apesar de ser feriado nacional prolongado, a praia não estava lotada.

Bem próximas da praia do meio, estão localizadas as piscinas naturais do Cachadaço, um lugar mágico com piscinas naturais de águas cristalinas, delimitadas por enormes pedras, repleto de peixinhos! O acesso é feito por uma trilha de 20 minutos, ou por barcos que saem da praia do meio. Fomos de barco e dessa vez fez falta uma Go Pro… Eu resisto aos impulsos consumistas, mas acabamos ficando sem fotos de lá, porque não quisemos correr o risco de molhar a nossa câmera. Uma pena. Mas vou deixar aqui algumas das belas fotos do site Trindade Pousadas.

Alambique

Paraty é bem conhecida por suas famosas cachaças, em especial a Gabriela, feita com cravo e canela. Como eu estava grávida, fiz apenas uma “degustação olfativa”, ahahahha!! Ou seja, o Tiago provou as cachaças, e eu só senti o cheirinho. Mesmo assim valeu a visita!

Vários alambiques são abertos à visitação, e escolhemos conhecer a Coqueiro, que é produzida desde 1803 na Fazenda Cabral, a apenas 7 km do centro histórico de Paraty.

IMG_8606
Maquinário da destilaria

A visita é gratuita e não precisa ser agendada. O lugar é bem simples, conta apenas com um galpão onde podemos ver o maquinário, e são exibidos alguns objetos antigos como uma coleção das garrafas da Coqueiro desde o início de sua produção. Logo após o galpão há a loja da fábrica, que oferece degustação gratuita das cachaças, e também venda dos produtos da marca.

IMG_8613
Produtos a venda na loja da destilaria Coqueiro

Conhecer uma das muitas ilhas

A região de Paraty é cercada de várias ilhas, e escolhemos a Ilha do Cedro para passar o dia! Esta ilha tem águas cristalinas e calmas, com boa infra-estrutura, e é frequentada por poucas famílias, ou seja, um refúgio da muvuca em plena temporada! Confira o relato completo e outras lindas fotos no post Ilha do Cedro – Paraty.

IMG_8467
Ilha do Cedro em Paraty

Além destas sugestões que eu trouxe no post através do relato da nossa experiência em Paraty, a cidade ainda oferece muitas outras opções. Há passeios de ecoturismo como trilhas e cachoeiras (que estávamos limitados de conhecer devido à gravidez) além de muitas outras praias urbanas e distantes, outras dezenas de ilhas, roteiros gastronômicos e muito mais. Espero que o post tenha ajudado um pouquinho na elaboração do roteiro! Boa viagem e até mais!

2 comentários em “O que fazer em Paraty – Roteiro de 3 dias

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: